segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Alguém... Ninguém...

Um dia me disseram que eu não seria ninguém. Eu mandei esse alguém tomar no cu e fui tentar ser alguém.

Hoje eu sou alguém. E esse alguém que me disse que eu não seria ninguém, na verdade, não era ninguém.

E se hoje eu sou alguém, é porque tenho alguém que não deixa eu me sentir um ninguém.

Desde o dia em que resolvi ser alguém, ninguém nunca mais ousou dizer que eu não seria ninguém. Ninguém. E se alguém ousar, é porque é um ninguém que não tem alguém que o faça largar mão da condição de ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tá bem, agora chega.